Saúde

Ministro da Saúde admite pagar abortos realizados em hospitais privados

O ministro da Saúde admitiu esta sexta-feira de manhã a possibilidade de outros hospitais públicos seguirem o exemplo do Santa Maria, em Lisboa, que vai custear o procedimento de interrupção voluntária da gravidez (IVG) de uma mulher que teve de recorrer a uma unidade hospitalar privada.

Manuel Pizarro, que esteve esta manhã em Matosinhos para conhecer as unidades de saúde de Perafita e São Mamede Infesta, voltou a elogiar a decisão do Hospital de Santa Maria e disse que pode ser que este exemplo “frutifique”.

“Não tenho nenhuma dúvida de que se as senhoras que enfrentaram situações similares recorrerem aos hospitais usando este exemplo pode ser que este exemplo frutifique junto das outras unidades públicas. Mas devemos estar a falar de casos pontuais”, disse Manuel Pizarro.

O ministro disse ainda estar “preocupado com cada caso em que isto [acesso à IVG e custos associados acautelados] não acontece”. “O Hospital de Santa Maria reagiu muito bem. Cometemos um erro e temos obrigação de corrigir o erro”, afirmou.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito