Mundo

Manifestações em Paris no Dia do Trabalhador terminam em confrontos e detenções

Pelo menos 45 pessoas foram detidas em Paris durante as manifestações do Dia do Trabalhador, que reuniram milhares de pessoas na capital francesa. Confrontos entre manifestantes e a polícia resultaram em feridos e atos de vandalismo, incluindo danos em propriedades públicas e privadas.

As manifestações em Paris por ocasião do Dia do Trabalhador foram marcadas por confrontos entre manifestantes e as forças policiais, resultando na detenção de pelo menos 45 pessoas.

Segundo dados oficiais, cerca de 18 mil pessoas, segundo a polícia, e 50 mil, segundo a Confederação Geral do Trabalho (CGT), participaram dos protestos. Os confrontos deixaram um saldo de pelo menos 12 feridos, entre policiais e manifestantes, após a intervenção da polícia com gás lacrimogéneo para dispersar a multidão, como reportado pelo canal de televisão BFM.

Atos de vandalismo também foram registados, com danos em pelo menos duas montras e uma paragem de autocarro, embora a situação na Place de la Nation tenha posteriormente acalmado. Os protestos não se limitaram a Paris, estendendo-se por outras cidades francesas, como Lyon, Marselha e Nice, com um total de 121 mil pessoas nas ruas, segundo o Ministério do Interior, e 210 mil, segundo a CGT.

Para além das questões nacionais, como a reforma das pensões, as manifestações refletiram o descontentamento dos franceses em relação a assuntos internacionais, como a situação na Faixa de Gaza, e a preparação para os Jogos Olímpicos de Paris, programados para começar em julho.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito