Sociedade

Mais de metade dos portugueses com menos de 34 anos vive com os pais

Portugal o 2.º país da UE onde os jovens ganham menos.

Mais de metade dos jovens dos 25 até aos 34 anos ainda não abandonou a casa dos progenitores, segundo indica o Expresso na sua edição desta sexta-feira. O semanário conta a história de Sofia Silva, jurista de 34 anos, que teve de abandonar o T2 onde vivia na Baixa de Lisboa para voltar a viver na casa da mãe.

Segundo dados do Eurostat, no ano passado 54,4% dos portugueses até aos 34 anos ainda vivia na casa dos pais. O número é muito superior à média da União Europeia (UE), de 30%, e só fica atrás da Eslováquia (58,9%), Grécia (59,4%) e Croácia (67,3%). Só desde 2005, a percentagem de jovens portugueses a viver em casa dos pais aumentou em 15 pontos percentuais.

Dos 27, a Finlândia e a Suécia, com 3,6% e 3,8&, respectivamente, são os países com menos percentagem de jovens até aos 34 anos que ficam na casa dos pais. Por outro lado, a idade média para saída de casa dos pais está a aumentar: na UE atingiu os 29,7 anos.

“Se colocarmos a equação da pandemia de parte, a tendência de mais jovens a viver em casa dos pais em Portugal mantém-se, não acompanhando a tendência de abrandamento na UE”, indica Luísa Loura, directora da Pordata, em declarações àquele jornal.

A responsável sublinha ainda que os jovens portugueses não ganham o suficiente para terem independência.

Ainda segundo o Eurostat, Portugal é o segundo pior país europeu a pagar aos jovens. O ganho médio mensal dos jovens com menos de 30 anos, em paridade com o poder de compra, estava em Portugal calculado nos 1054 euros, apenas acima dos 875 euros da Grécia.

Este valor é muito inferior à média europeia de 1634 euros, e menos de metade do topo da tabela, ocupada pela Suíça, onde os jovens recebem por mês, em média, 2678 euros.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito