Almada

JMJ: Energia imparável para o diálogo do Papa para os jovens

Uma tarde marcada por reflexões profundas e memórias inspiradoras, o cardeal D. Américo Aguiar deu início ao ciclo de conferências no Santuário do Cristo-Rei, celebrando uma década desde a canonização de João Paulo II. Sob o tema "Para os jovens: as JMJ", o bispo de Setúbal ressalvou o papel transformador desses encontros, descrevendo as Jornadas Mundiais da Juventude (JMJ) como uma poderosa força profunda no diálogo entre os Papas e a juventude.

Num discurso emotivo e cheio de gratidão, D. Américo Aguiar enalteceu a figura de S. João Paulo II, destacando a sua habilidade única de se conectar com os jovens. O prelado recordou como o Papa polaco deixou um legado indelével ao fundar as JMJ, cuja inspiração, segundo rumores, surgiu num encontro com jovens em Lisboa, em 1982. Desde então, esses encontros tornaram-se não apenas um ponto de convergência para os jovens católicos, mas também um catalisador para o diálogo inter-religioso e um impulso vital para a pastoral juvenil em todo o mundo.

“A JMJ tem sido alavanca e pulmão do que tem sido o diálogo dos Papas com os jovens, assim como um choque elétrico para despertar a Pastoral Juvenil, as estruturas diocesanas, nos países onde acontece e em toda a Igreja”, afirmou D. Américo Aguiar, destacando a importância desses encontros para revitalizar a fé e o compromisso dos jovens.

O bispo de Setúbal compartilhou ainda o pedido do Papa Francisco para que o convite às JMJ seja estendido a todos os jovens do mundo, independentemente da sua afiliação religiosa. Essa abertura tem sido uma característica marcante desses eventos, que, segundo D. Américo Aguiar, têm o poder de semear questionamentos e reflexões profundas nos corações dos participantes.

Ao longo dos anos, as JMJ têm gerado inúmeros frutos, testemunhados pelos relatos emocionados dos participantes. Para D. Américo Aguiar, essas jornadas não são apenas eventos passageiros, mas expressões tangíveis do amor de Deus e do compromisso da Igreja com os jovens.

Além disso, o ciclo de conferências promovido pelo Santuário do Cristo-Rei continuará a explorar temas relevantes nos próximos meses, incluindo reflexões sobre a relação do Papa com Fátima, catequeses sobre o corpo e as viagens papais a Portugal.

Num momento de encerramento tocante, D. Américo Aguiar destacou a importância de permanecer sensível às necessidades e perspetivas dos jovens, seguindo o exemplo de João Paulo II, que soube ouvir a voz do Espírito e agir com coragem para colocar em prática as suas inspirações.

A jornada continua, repleta de desafios e oportunidades, mas alimentada pela esperança e pela fé na juventude como protagonista do presente e do futuro da Igreja Católica.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito