Desporto
Em Destaque

Iúri Leitão vence etapa no Sabugal, mas Artem Nych segue líder no Grande Prémio Beiras e Serra da Estrela

O ciclista português Iúri Leitão, da equipa Caja Rural-Seguros RGA, ganhou a segunda etapa do VI Grande Prémio Internacional Beiras e Serra da Estrela, numa emocionante chegada ao sprint. Apesar da vitória de Leitão, Artem Nych, da equipa Sabgal / Anicolor, mantém-se na liderança geral da competição, vestindo a camisola amarela com firmeza, preparando-se para o desfecho decisivo no próximo dia.

O pedal mais uma vez ecoou pela paisagem, nesta segunda etapa do Grande Prémio Beiras e Serra da Estrela, conectando Belmonte ao Sabugal, cobrindo 151,7 km de estrada sinuosa. O enredo da corrida começou a desenrolar-se cedo, com uma fuga formada aos 15 km, protagonizada por César Fonte (Rádio Popular-Paredes-Boavista), João Oliveira (Credibom-LA Alumínios-Marcos Car) e Nicolas Sáenz (Tavfer-Ovos Matinados-Mortágua). Entre eles, Fonte, distante na classificação geral, mas determinado, liderava o pelotão.

Os quilómetros avançavam, mas a vantagem da fuga não se mostrava indomável. A equipa espanhola Illes Baleares Arabay Cycling assumiu as rédeas, reduzindo gradualmente a distância. A 15 km do destino, Oliveira cedeu, deixando Fonte e Sáenz na dianteira. O colombiano, por sua vez, não resistiu ao ritmo, deixando Fonte sozinho para enfrentar os derradeiros 10 km.

O ritmo intenso da equipa Sabgal / Anicolor foi implacável, deixando Fonte a lutar sozinho. E quando parecia que o destino estava selado, uma tentativa final de Jefferson Cepeda (Caja Rural-Seguros RGA) abriu espaço para a vitória de Leitão nos metros finais. Mendonça (Sabgal / Anicolor) seguiu na segunda posição, seguido por Darder (Illes Baleares Arabay Cycling).

Apesar da agitação na etapa, a classificação geral permaneceu inalterada: Artem Nych continua firme na liderança, seguido de perto por Alex Molenaar (Illes Baleares Arabay Cycling) e Jordi López (Equipo Kern Pharma).

“Foi uma etapa bastante controlada”, explicou Leitão após a vitória. “Nós queríamos poupar ao máximo a equipa, porque na parte final tencionávamos endurecer a subida. Isto porque sabíamos que era uma subida que me assentava bastante bem e foi aí que fizemos tudo para eliminar a concorrência no final. No fundo, só tive de sprintar para a vitória, sendo o que sei fazer melhor.”

As classificações secundárias permaneceram consistentes, com Nych liderando a classificação geral por pontos, Fernandes (Credibom-LA Alumínios-Marcos Car) liderando a montanha e Gutiérrez (Equipo Kern Pharma) sendo o melhor jovem. A equipa Sabgal / Anicolor continua a liderar na classificação por equipas.

No domingo, aguarda-se a terceira e última etapa, prometendo ser o dia das grandes decisões. A partida está marcada para Manteigas às 10H55, com a chegada prevista na Covilhã às 14H58. O percurso, desafiador desde o início, inclui uma escalada até às Penhas da Saúde, seguida pela mítica subida à Torre, o ponto mais alto de Portugal, situado na majestosa Serra da Estrela.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito