Açores

Incêndio em hospital nos Açores causa ferimentos em bombeiros e evacuação de doentes

O incêndio que atingiu o Hospital de Ponta Delgada, nos Açores, foi declarado como "extinto" por volta das 16h11, deixando nove bombeiros feridos e mais de 200 pacientes transferidos para outras unidades de saúde.

O incêndio que devastou partes do Hospital de Ponta Delgada, nos Açores, foi oficialmente debelado às 16h11 deste sábado, informou o presidente do Serviço Regional de Proteção Civil. Nove bombeiros sofreram ferimentos leves, principalmente queimaduras e intoxicação devido à inalação de fumo, enquanto mais de 200 pacientes foram reencaminhados para diferentes instalações médicas na região.

Rui Andrade, na conferência de imprensa, lamentou os ferimentos nos bombeiros, mas afirmou que a situação está agora sob controlo após uma operação complexa de combate às chamas. “A origem do incêndio ainda não foi determinada e será alvo de investigação pelas autoridades competentes”, acrescentou.

Os pacientes críticos foram transferidos para o Hospital da CUF, em Lagoa, enquanto os demais foram encaminhados para centros de saúde locais. A secretária regional da Saúde e Segurança Social, Mónica Seidi, assegurou que nenhuma vida estava em perigo, apesar do impacto significativo no fornecimento de energia e na propagação de fumo em várias áreas do Hospital do Divino Espírito Santo, em São Miguel.

O incêndio resultou no encerramento do Serviço de Urgência, Bloco de Partos e Bloco Operatório, além de danificar o sistema elétrico da instituição. As operações de combate mobilizaram ao todo 104 bombeiros, 18 veículos de combate a incêndios e 26 ambulâncias.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito