Almada
Em Destaque

IC 20 terá 4 faixas em 2025

Ligação de Almada à Costa da Caparica será alargada, passando de três para quatro via. Obras começam no início de outubro com uma duração prevista de 20 meses, prolongando-se até maio de 2025.

A estrada que liga Almada à Costa da Caparica será alargada, passando de três para quatro vias por sentido entre o Centro Sul e a Universidade Nova, numa extensão de 3,9 quilómetros.

O anúncio foi feito por João Portela, representante da Baixo Tejo (subconcessionária da Infraestruturas de Portugal responsável pela gestão de um conjunto de vias na margem sul do Tejo, entre as quais o IC20), durante a reunião da Câmara Municipal de Almada. “Temos que dar cumprimento a uma obrigação que advém do nosso contrato, que prevê que quando as vias atingem um determinado limite de fluxo de tráfego têm que ser alargadas, recebendo um aumento no número de vias”, adiantou o responsável.

De acordo com João Portela, a estrada conhecida como a via rápida da Costa da Caparica terá atingido um tráfego médio diário anual superior a 60 mil veículos por dia, justificando a intervenção, que será dividida em oito fases.

Visando melhorar o acesso a Lisboa, a obra prevê ainda o aumento de duas para três vias na saída da rotunda do Centro Sul para o ramo de acesso a Lisboa e ainda a construção de um novo ramo de acesso no sentido Costa — Almada, sendo que o ‘loop’ atual se mantém apenas para emergência e manutenção (forças policiais e de emergência, Brisa e Lusoponte).

Está ainda previsto o aumento para duas vias dos ramos de ligação do IC20 à A33 no Nó de Casas Velhas (junto à Universidade Nova) de e para Almada e a relocalização de algumas paragens de autocarro. Presente na reunião, a presidente da autarquia Inês de Medeiros admitiu que a obra vai “criar impacto numa via que já está muito carregada”. Nesse sentido, assumiu o compromisso de garantir “alternativas para minimizar ao máximo o impacto”.

Já a vereadora do Bloco de Esquerda, Joana Mortágua, deixou o alerta: “podemos continuar a acrescentar vias que não resolvemos o problema do trânsito. A única maneira de o resolver é com transportes públicos. O metro é uma via privilegiada para isso e, por isso, a extensão do metro até à Costa é absolutamente estratégica”, afirmou.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito