AlmadaAtualidade

Hospital Garcia de Orta já garante registos clínicos informáticos, mas sem data para reposição total da normalidade

Os registos clínicos dos utentes do Hospital Garcia de Orta, em Almada, já estão a ser assegurados informaticamente, de uma formal gradual, em toda a unidade, após o ataque cibernético de que foi alvo a 26 de Abril.

O ataque informático levou à ativação dos planos de contingência, assegurando-se os registos clínicos em suporte de papel, e causou vários constrangimentos ao nível das consultas, atendimentos em ambulatório e cirurgias.

Numa resposta enviada à Lusa, o HGO refere que a realização de consultas subsequentes ficou comprometida, prevendo a sua retoma, na íntegra, ainda esta semana, em todos os serviços clínicos.

No entanto, mesmo com relatórios efetuados manualmente, a devida identificação do utente é sempre assegurada.

Neste momento, adianta o hospital, o sistema informático está a ser reposto de forma gradual, tendo em conta as orientações da Polícia Judiciária (PJ) e da Comissão Nacional de Cibersegurança (CNCS) para identificar a origem deste crime.

O ataque decorre de um ‘malware’ (‘software’ malicioso) que se propaga de forma viral, designado ‘ransomware’, e em que o “pedido de resgate” consiste numa mensagem automática gerada pelo próprio vírus.

Relativamente aos meios complementares de diagnóstico e terapêutica, o HGO refere que tem assegurado a resposta necessária para o adequado seguimento clínico dos doentes, e que até ao momento não há evidência de que os dados dos utentes tenham sido comprometidos.

Quanto à reposição total da normalidade, o hospital adianta na resposta que, «atendendo à complexidade do trabalho técnico que está a ser desenvolvido pelas equipas de informática, não é possível estabelecer uma data».

Neste contexto adverso, «as equipas do HGO estão empenhadas na sua missão de prestar cuidados de saúde e a redobrar os seus esforços, maximizando os meios ao seu dispor, na assistência aos cidadãos dos concelhos de Almada, do Seixal e de outros concelhos do Sul do país, para quem esta unidade hospitalar é referência».


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito