País

Greves nos tribunais prometem continuidade

As greves nos tribunais portugueses prometem continuar, segundo o presidente do Sindicato dos Funcionários Judiciais, António Marçal, após uma reunião com a nova ministra da Justiça. Os funcionários judiciais estão determinados na luta por melhores condições de trabalho.

O presidente do Sindicato dos Funcionários Judiciais, António Marçal, afirmou que as greves nos tribunais portugueses “estão para ficar”, após um encontro com a nova ministra da Justiça. Esta declaração reflete a determinação dos funcionários judiciais em lutar por melhores condições de trabalho e salários mais atrativos.

Da mesma forma, o presidente do Sindicato dos Oficiais de Justiça, Carlos Almeida, expressou preocupação com a falta de atratividade salarial para os trabalhadores nos tribunais, após ser recebido no Ministério da Justiça. Esta posição realça a necessidade de uma revisão na tabela salarial para garantir que os tribunais possam atrair e reter profissionais qualificados.

Enquanto as negociações continuam entre os sindicatos e o Governo, os funcionários judiciais estão determinados em manter a pressão por meio de greves e outras formas de protesto.

O objetivo é garantir que as suas preocupações sejam ouvidas e que medidas concretas sejam tomadas para melhorar as condições de trabalho nos tribunais portugueses.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito