País

Greve nos portos pode provocar mais falhas nos supermercados

Se a greve dos trabalhadores dos portos continuar – paralisação abrange todos os portos do continente, Madeira e Açores e começou em Dezembro -, podem começar a faltar alguns produtos nas prateleiras dos supermercados, sobretudo alimentos processados.

O alerta é dado por Gonçalo Lobo Xavier, director geral da Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição (APED), que em declarações à TSF diz que para já não há falhas de bens alimentares, mas se a greve se prolongar o cenário pode mudar.

“Não escondemos que isto para a indústria poderá ser problemático se se prolongar. A questão de matéria-prima das rações, de milho, cereais é fundamental para o funcionamento da indústria e da cadeia de valor e, portanto, eu diria que no próximo mês não vamos ter nenhum problema, mas se se prolongar poderemos ter em algumas categorias de produtos alguma pressão adicional, mas no momento não estamos com nenhum problema, nem mesmo nas ligações que temos com Portugal da Madeira dos Açores”, afirmou Gonçalo Lobo Xavier.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito