Mobilidade

Greve de maquinistas da CP leva à supressão de mais de metade dos comboios

A CP – Comboios de Portugal suprimiu 125 das 245 ligações programadas entre as 0h00 e as 8h00 desta quarta-feira, devido à greve de maquinistas, disse à Lusa fonte oficial da empresa, que indicou ainda que estão a ser cumpridos os serviços mínimos decretados.

Os trabalhadores das categorias representadas pelo Sindicato Nacional dos Maquinistas dos Caminhos de Ferro Portugueses (SMAQ) cumprem uma greve total, entre as 0h00 de quarta-feira e as 23h59 de quinta-feira.

Na segunda-feira, os maquinistas iniciaram uma greve ao trabalho extraordinário e em dias de descanso, que se prolongará até às 23h59 de domingo.

O protesto do SMAQ pretende reclamar melhores condições de trabalho e aumentos. Em comunicado, publicado no site do sindicato, a estrutura explicou que a paralisação terá mais impacto entre “as 0h00 do dia 4 de Janeiro de 2023 e as 24h00 do dia 5 de Janeiro de 2023 [quinta-feira]”, quando os trabalhadores “das categorias representadas pelo SMAQ” se encontrarem “em greve à prestação de todo e qualquer trabalho“.

O sindicato reivindica a “melhoria das condições de trabalho nas cabines de condução e instalações sociais” e das “condições de segurança nas linhas e parques de resguardo do material motor”.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito