Famosos

Filho de Roger está a cometer um crime de roubo a Castelo Branco?

Suzana Garcia saiu em defesa de José Castelo Branco, na TVI, no programa “Dois às 10”, desta segunda-feira: “As joias em regime de separação de bens que lhe foram doadas são dele, ninguém lhes pode tocar. Eu tenho que dizer uma coisa.” E continuou: “Quem quer que seja que esteja com as joias, que não seja a Betty ou ele, está neste momento a cometer um crime. Ponto, parágrafo. Porque as joias são ou dela ou dele. Mas não foram dadas à guarda porque ele já as pediu”.

“Quando eu entrego um bem a alguém e confio que essa pessoa o está a guardar, no momento em que eu peço para esse bem ser restituído, qualquer pessoa decente entrega essas coisas a essa pessoa. Porque houve um trato de confiança nesta matéria”, completou.

E fez uma revelação: “Eu sinto-me desconfortável. Eu não quero saber. Já toda a gente percebeu. É a minha convicção que de facto ali aconteceram coisas que estão ligadas ao crime da violência doméstica. Pronto, é a minha convicção. Não sou eu que tenho que decidir, mas eu estou a partilhar a minha convicção. Isso é uma coisa, não é outras coisas”.

Reafirmando: “Eu estou um pouco saturada de pessoas sem caráter falarem quando não devem falar. Porque eu… Desculpem-me, mas eu tenho que partilhar isto. O filho do José Castelo Branco não tem nada a ver com a Betty, com o José, com o Roger, com tudo mais. O filho tem uma conversa particular, em que faz um desabafo com uma pessoa. E essa pessoa vem transferir aqui para os órgãos de comunicação social uma conversa particular que o miúdo alegadamente teve com ela, de forma até prostrada, de forma até contraída. Que espécie de pessoa é que se comporta dessa maneira? Que espécie de pessoa é que ouvindo um jovem que supostamente lhe disse ‘Eu até fiquei com as joias e não queria nada’, vem confidenciar isso aqui de forma desbragada. Desculpem, mas isto é uma falta de caráter. E no exercício da minha liberdade de expressão acabei de a classificar”, completou.

“Um, quando eu pego em coisas que alguém quer confiar em mim, se elas são solicitadas eu tenho que as restituir. Dois, quando alguém me diz a mim uma coisa que é confidencial, eu não ando a pôr aí a boca no trombone. Porque este miúdo, coitado, eu faço ideia o quanto ele deve estar neste momento afetado com esta história toda. E nós temos que pensar seriamente no impacto que isto tem. Porque é um homem, jovem, pai de família, com uma filha pequena e com uma mulher. Portanto, juizinho”, rematou.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito