PaísSociedade

Fátima recebeu até hoje 26 participações de abusos sexuais em todo o país.

O ex-procurador-geral da República, José Souto Moura, indicou que em Fátima, as Comissões Diocesanas de Proteção de Menores receberam até ao dia de hoje, vinte e seis participações de abusos sexuais de menores em todo o país.

De acordo com o presidente da Equipa de Coordenação Nacional das Comissões Diocesanas e Castrense de Proteção de Menores e Adultos Vulneráveis, este número possibilita que sejam tiradas várias interpretações. “Ter havido 26 casos reais, ter havido mais, mas apenas só 26 [vítimas] terem participado, haver quem tenha comunicado [casos] à Comissão Independente e não tenha querido duplicar as queixas, alguma desconfiança em relação às comissões”, revela.

Na próxima semana realiza-se a Comissão Independente para o Estudo de Abusos Sexuais de Crianças na Igreja Católica Portuguesa que será liderada pelo pedopsiquiatra Pedro Strecht, que servirá para apresentar o relatório sobre o panorama atual português neste quesito. Sou Moura indicou que a partir de agora “quem fica [no terreno, a ouvir as potenciais vítimas] são as comissões diocesanas”, as quais devem “ser um motor de confiança da Igreja e motivo de credibilidade”.

O ex-procurador aproveitou ainda para lançar uma reflexão profunda e geral acerca dos abusos sexuais e sobre a questão das ocorrências serem “ocasionais ou sistemáticas”. Em resposta, o padre Pereira de Almeida, vice-reitor da Universidade Católica afirmou que “quase parece uma epidemia, mas não é da natureza da Igreja”.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito