Distrito de Coimbra

Empregada doméstica acusada de burlar patrão em 80 mil euros diz em tribunal que dinheiro foi “emprestadado”

Uma mulher de 61 anos acusada de burlar o patrão em mais de 80 mil euros quando era sua empregada doméstica, em Coimbra, garantiu em tribunal que descontava as quantias todos os meses do seu ordenado até o patrão lhe dizer que eram “emprestadadas”.

Na primeira sessão do julgamento, a arguida explicou que o seu patrão, um homem idoso e sozinho, lhe foi emprestando várias quantias, entre 2015 e 2019, que eram descontadas mensalmente do ordenado.

A residir na casa do idoso e com um vencimento de mil euros mensais, a arguida admitiu que entretanto deixou de pagar os empréstimos, porque o patrão lhe disse que as contas estavam “emprestadadas”.

“Nunca, mas nunca mesmo, foi minha intenção burlar o senhor (…). Sempre me ajudou bastante”, alegou a mulher, acrescentando que acabou por criar laços familiares com o patrão, que a tratava como uma filha.

A próxima sessão de julgamento está agendada para 5 de Junho.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito