CrimeDistrito de AveiroSociedade

Doze anos de prisão para homem que tentou atropelar pais e irmão em Anadia

O tribunal de Aveiro, condenou esta quinta-feira, o homem que tentou atropelar os pais e o irmão, a 12 anos de prisão. O tribunal deu como provados os factos presentes na acusação.

O arguido negou a tentativa de atropelamento numa primeira instância, perante o coletivo de juízes, alegando que as vítimas tinham inventado toda a cena. O tribunal considerou que a versão do homem “não teve sustento e qualquer meio de prova”, não merecendo qualquer “credibilidade”.

Este foi condenado a oito anos de prisão, por um crime de homicídio qualificado na forma tentada, na pessoa do irmão, e seis anos de prisão por cada um dos dois crimes de homicídio qualificado na forma tentada, na pessoa dos pais. Foi ainda condenado a 10 meses de prisão, por um crime de ameaça agravada.

Na globalidade, o arguido terá de cumprir uma pena de 12 anos de prisão, além de uma pena acessória de indignidade sucessória, isto é, o homem ficará privado de qualquer herança deixada pelos progenitores.

De acordo com o Ministério Público, o crime ocorreu a 16 de maio de 2020, num acantonamento cigano em Anadia, quando os pais do arguido o tentaram convencer a regressar ao Estabelecimento Prisional após uma saída precária que terminaria duas semanas depois.

O seu irmão, que foi a única vítima atingida pelo veículo, acabou por ter de amputar ambos os membros inferiores, após realizar várias intervenções cirúrgicas.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito