Mundo

Donald Trump fica proibído de divulgar informações de documentos classificados

Em caso de violação desta ordem, os dois réus podem enfrentar acusações criminais por desobediência ao tribunal

“Os materiais descobertos, juntamente com qualquer informação derivada deles, não podem ser divulgados ao público, aos ‘media’ ou em qualquer plataforma de rede social sem aviso prévio e consentimento do tribunal”, foi assim determinado na sua decisão o juiz Bruce Reinhart, de acordo com uma notícia avançada pela cadeia televisiva norte-americana NBC.

O juiz explicou então que os arguidos, Donald Trump e o seu assessor Walt Nauta, que também está indiciado neste caso, só terão acesso à informação do processo judicial sob supervisão direta da sua equipa jurídica, não podendo ficar com cópias do material.

Em caso de violação desta ordem judicial solicitada pelo procurador especial Smith, os dois réus podem enfrentar acusações criminais por desobediência ao tribunal.

As acusações contra Trump vão desde a retenção intencional de informações de segurança nacional até conspiração para obstruir a justiça em conexão com a investigação sobre os vários documentos classificados encontrados na sua residência em Mar-a-Lago, Florida.

O ex-presidente guardou caixas em várias divisões da sua casa, sendo acusado ainda de mostrar materiais classificados a várias pessoas.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito