DestaqueMundo

Diplomatas russos expulsos de vários países por espionagem

Os Países Baixos expulsaram 17 agentes dos serviços secretos russos que eram tidos como diplomatas, com base em informações dos seus próprios serviços de segurança, disse o ministério dos Negócios Estrangeiros numa declaração esta terça-feira, citada pela Reuters.

Também a Bélgica expulsou 21 supostos diplomatas, e o mesmo ocorreu na República Checa, onde um diplomata russo foi expulso.

As autoridades irlandesas notificaram o embaixador russo em Dublin da expulsão de quatro diplomatas.

Esta segunda-feira 12 membros da missão diplomática da Rússia na ONU receberam ordens para deixar os Estados Unidos até 7 de março.

O ministro dos Negócios Estrangeiros dos Países Baixos, Wopke Hoekstra, disse que o governo estava preparado para qualquer retaliação por parte de Moscovo.

«A experiência mostra que a Rússia não deixa tais medidas sem resposta. Não podemos especular, mas o Ministério dos Negócios Estrangeiros está preparado para vários cenários que poderão ocorrer num futuro próximo», disse Hoekstra numa declaração.

As expulsões estão a ocorrer depois dos Serviços Secretos ucranianos terem tido acesso uma lista de 620 agentes secretos russos que participam de atividades criminosas russas em países europeus, com nomes, endereços de passaportes, modelos de carros e matrículas, dados que foram obtidos por hackers do grupo Anonymous.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito