Distrito de Coimbra

Coimbra | Incêndio em fábrica de seca de bacalhau reacende com violência

O incêndio que deflagrou esta quinta-feira numa unidade de seca de bacalhau em Ponte de Vilela, na União de Freguesias de Trouxemil e Torre de Vilela, no concelho de Coimbra, e que já tinha entrado em fase de resolução pelas 22h30 de ontem, reacendeu esta sexta-feira de manhã na cobertura da fábrica.

No local estão 75 operacionais apoiados por 23 viaturas.

Recorde-se que o incêndio deflagrou cerca das 21h00 de quinta-feira nas instalações da Lugrade–Bacalhau de Coimbra, com as chamas a lavrarem com intensidade no interior das instalações e a atingirem o telhado, com os operacionais a efetuarem combate directo.

Agora, reacendeu com violência.

Com mais de 150 trabalhadores, a Lugrade apresenta 768 referências de produtos à base de bacalhau, proveniente de todas as origens do Atlântico (Islândia, Noruega, Gronelândia e Ilhas Faroé).

A empresa de Coimbra exporta para 22 países, desde a Alemanha ao Canadá, passando pelo Brasil, embora Portugal seja o principal mercado.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito