Crime
Em Destaque

Barreiro preocupa autoridades com aumento do crime relacionado com drogas

O Relatório Anual de Segurança Interna (RASI) de 2023 destaca a preocupação com o tráfico de drogas, revelando mudanças nas células organizadas e um aumento de ocorrências violentas, como ofensas e sequestros, no concelho do Barreiro.

O relatório recente sobre a segurança interna em Portugal, referente ao ano de 2023, revelou uma preocupante tendência no que toca ao tráfico de drogas. A análise dividiu este problema em duas vertentes distintas, oferecendo um olhar detalhado sobre as organizações criminosas transnacionais e os grupos de venda a retalho que operam nas áreas urbanas de Lisboa e Porto.

Segundo o documento, houve uma mudança operacional significativa no último ano, com um aumento nas detenções de indivíduos de importância dentro destas organizações. Esta mudança sugere uma adaptação das estratégias utilizadas por estas células criminosas para evitarem a ação policial.

No entanto, a preocupação cresce quando se analisa o segundo nível do tráfico de drogas, que se refere aos grupos de venda a retalho, mais conhecidos como traficantes de rua. Neste contexto, o concelho do Barreiro surge como um ponto crítico, destacando-se pelo elevado número de ocorrências violentas associadas ao tráfico de drogas. Ofensas, sequestros e raptos tornaram-se cada vez mais frequentes, alimentando a inquietação das autoridades locais e da população em geral.

Este alerta reforça a necessidade de ação urgente por parte das autoridades para conter o avanço do crime relacionado com drogas, não apenas a nível nacional, mas também nos níveis regional e local. O Barreiro, como exemplo destacado, requer uma atenção especial e estratégias específicas para lidar com esta problemática e garantir a segurança e o bem-estar da comunidade.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito