Almada

Almada recebe Prémio de Boas Práticas Locais de Promoção da Resiliência

O Corpo Permanente de Voluntários da Proteção Civil de Almada — “Panteras” foi distinguido com uma Menção Honrosa na 2.ª edição do Prémio de Boas Práticas Locais de Promoção da Resiliência.

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), entidade promotora do Prémio, justifica a distinção “pelo envolvimento de todas as camadas da comunidade, o qual permitiu, ao longo dos últimos anos, reunir um leque intergeracional alargado de voluntários que colaboram ativamente com o Serviço Municipal de Proteção Civil em diversas iniciativas, contribuindo para o incremento da preparação dos cidadãos e para o aumento da resiliência do município”.

Mais de duas dezenas de entidades, entre comunidades intermunicipais, municípios e freguesias de todo o país concorreram a esta 2.ª edição, sendo que a Câmara Municipal de Almada (CMA) apresentou a candidatura através do Serviço Municipal de Proteção Civil.

Para a vereadora com o Pelouro da Proteção Civil e Segurança da CMA, Francisca Parreira, esta “é Menção Honrosa que nos deixa muito felizes porque Almada trabalha na prevenção, educação e mitigação do risco, envolvendo a própria comunidade local, porque todos somos Proteção Civil”.

Na cerimónia, que decorreu hoje no auditório da ANEPC, em Carnaxide, estiveram presentes o ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, a secretária de Estado da Proteção Civil, Patrícia Gaspar; o presidente da ANEPC, José Duarte da Costa; o comandante Nacional de Emergência e Proteção Civil, André Fernandes; entre representantes de outras entidades.

Os “Panteras” O Corpo Permanente de Voluntários da Proteção Civil tem como missão auxiliar o Serviço Municipal de Proteção Civil.

O primeiro movimento voluntário de Proteção Civil no concelho, surgido em 2001, esteve na origem dos “PANTERAS”. Em 2017, através do Regulamento do Corpo Permanente de Voluntários de Proteção Civil de Almada, foi definido o seu funcionamento.

Ao longo dos anos, cerca de meia centena de homens e mulheres têm colaborado na vigilância da floresta, em ações de sensibilização da população, em exercícios e simulacros, em eventos culturais e desportivos municipais. No âmbito das suas funções, enquanto voluntários, frequentam ações de formação, com caráter regular e de natureza pluridisciplinar.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

comentário

  1. A no instituto música Guimarães vagas Sr! Podem concurso para professores divulgar!