EconomiaPaísSociedade

Alexandra Reis pediu cerca de 1,5 milhões de euros para sair da TAP

A ex-administradora da TAP que agora ocupa o cargo de secretária de Estado do Tesouro, pediu uma indemnização de 1,48 milhões de euros para terminar o vínculo que tinha com a transportadora aérea portuguesa. A informação foi avançada pela administração da TAP esta terça-feira, aos ministérios das Finanças e Infraestruturas.

Em fevereiro de 2022, Alexandra Reis e a companhia aérea chegaram a um acordo para “reduzir e acordar um valor global agregado ilíquido de 500.000 a pagar a Alexandra Reis”. Deste montante, 107,5 mil euros relacionam-se às férias não gozadas e 336 mil a um ano de remunerações.

A secretária de Estado tinha contrato com a empresa até 2024 e concordou deixar de desempenhar funções como administradora da TAP a 28 de fevereiro. Foi também esclarecido no comunicado da administração da TAP, que foi a companhia aérea que “por iniciativa própria” iniciou o “processo negocial com Alexandra Reis no sentido de ser consensualizada por acordo a cessação imediata de todos os vínculos contratuais”.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito