Santiago do Cacém

“A Revolução Antes da Revolução”: A Banda Sonora que antecipou o Fim da Ditadura

No passado dia 13 de abril, a Biblioteca Municipal Manuel da Fonseca, em Santiago do Cacém, foi palco de uma sessão especial intitulada “Aprende a Ouvir, Companheiro”.

Neste evento, os participantes tiveram o privilégio de receber Luís Freitas Branco, autor do livro “A Revolução Antes da Revolução”, e Carlos Vaz Marques. A sessão, que contou com a presença da vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Santiago do Cacém, Sónia Gonçalves, e do público, trouxe à discussão a importância da música como precursora das mudanças sociais e políticas em Portugal.

Além da apresentação do livro, os participantes tiveram a oportunidade de desfrutar da audição de discos em vinil de artistas emblemáticos como José Mário Branco, Sérgio Godinho e Carlos Paredes. Foram também promovidas conversas sobre as músicas que marcaram uma época e influenciaram gerações de portugueses.

“A Revolução Antes da Revolução”, o primeiro livro de Luís Freitas Branco, aborda a revolução cultural que precedeu o fim da ditadura em Portugal. Segundo o autor, o regime estava prestes a ruir e a música popular portuguesa desempenhou um papel crucial nesse processo. O ano de 1971 foi especialmente marcante, com o lançamento de discos icónicos de artistas como José Mário Branco, Sérgio Godinho, Adriano Correia de Oliveira e Carlos Paredes, bem como eventos importantes como o primeiro Cascais ‘Jazz’ e o Festival de Vilar de Mouros. Este período também deu origem à célebre canção “Grândola, Vila Morena”, que se tornou um símbolo do movimento dos capitães.

A sessão, que contou com a presença de Luís Freitas Branco e Carlos Vaz Marques, proporcionou uma reflexão profunda sobre o impacto da música na sociedade portuguesa e como esta desempenhou um papel crucial na preparação para os eventos que conduziram à Revolução dos Cravos.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito